Mudanças podem ser processos simples.

As novidades já são muitas, então por que não facilitar a parte prática?

Mudanças fazem parte da vida de todos nós. A capacidade humana de (re)adaptação é o que sempre garantiu nossa existência. Mas não é por serem inevitáveis que são sempre simples.

Reunimos algumas dicas para facilitar a mudança de casa do seu colaborador, seja ele brasileiro ou estrangeiro, e mostrar que ela não precisa ser desgastante. Atentando a algumas medidas simples, temos certeza de que atravessará esta fase de um jeito melhor. A gente garante: o segredo é planejar!

  • Conheça o novo espaço

Quando o colaborador ou expatriado estiver decidindo o que vai para sua casa nova, ele deve pensar sempre em como vai acomodar as peças, quem vai usar e como elas serão usadas. Os espaços precisam ser bem utilizados para que não haja desperdício e alguns possíveis imprevistos podem ser evitados com um bom planejamento. O sofá trazido na mudança internacional caberá em sua nova sala? Os móveis trazidos de fora são suficientes para sua nova residência ou será necessário complementá-los? A geladeira tem a voltagem correta conforme a rede elétrica da sua nova cozinha? Os móveis podem ser alugados em seu destino, evitando estes imprevistos e sendo escolhidos de acordo com a necessidade e o espaço da sua nova residência.

  • Desapegue

Antes de começar a encaixotar os itens pessoais, é hora de decidir o que vai na mudança. É necessário conferir o que não serve mais, o que não vai caber na casa nova, o que não será necessário e dar um novo destino. Quanto mais assertivas forem as escolhas neste período, mais fácil será a mudança. O que é realmente imprescindível ter e o que pode ser alugado ou tomado emprestado quando precisar? Com que frequência a furadeira é usada, por exemplo?

  • Hora de encaixotar

O ideal é começar a encaixotar pelas coisas que se usa menos e que não farão falta nos dias que antecedem a mudança e depois guardar o que for mais difícil de empacotar e mais frágil. Conforme as caixas forem fechadas, escrever do lado de fora o que elas contêm e pra qual cômodo da nova casa elas vão.

É importante separar o que mais se usa no dia a dia e que, consequentemente, vai ser usado primeiro. Esta caixa, se possível, deve ir com a pessoa, e não no caminhão de mudanças ou container.

Uma mala com algumas roupas, roupas de cama e toalhas, remédios, documentos importantes e itens de valor deve ser separada e também estar à mão, porque será necessária na chegada ao novo lar!

  • Esteja pronto no dia da mudança

Para poder acompanhar a equipe da mudança de perto e garantir que os pertences estão sendo manuseados corretamente, é importante estar com tudo pronto para focar nesta etapa. Todas as caixas fechadas, tudo separado e identificado. Atentar-se, com antecedência, para os itens que eventualmente não poderão ser transportados, como plantas e alimentos, e ter um plano para eles. Com todas as restrições observadas e com tudo arrumado, vai ser fácil e rápido carregar o caminhão.

Referência: http://blog.cort.com/moving/ways-to-make-moving-into-your-new-home-a-breeze/

Mudanças podem ser processos simples.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *